Culinária de Belém: pratos típicos

Oi gente,

Semana passada estive em Belém do Pará. Não deu tempo de visitar muitos lugares,  e prometo fazer um post com aquilo que consegui visitar. Por isso, resolvi escrever sobre algo que me deixou completamente apaixonada: a culinária!

De acordo com o site do Governo do Pará a gastronomia da região tem traços indígenas, portugueses e africanos, além de ingredientes como:

Os elementos encontrados na região da Amazônia formam a base de seus pratos, com o acréscimo do camarão, caranguejo, pato e dos peixes, todos temperados com folhas e frutas nativas. Destacam-se: açaí, bacaba, cupuaçu, castanha-do-pará, bacuri, pupunha, tucumã, muruci, piquiá e taperebá , pimentas de cheiro e ervas. Os mais tradicionais são cozidos em panelas de barro ou assados em moquéns e embebidos de tucupi, caldo amarelo extraído da mandioca. Fonte: Site do Governo do Pará.

E a mandioca está presente em muitos dos pratos.

Cheguei em Belém na hora do almoço e fui almoçar na Estação das Docas, em um restaurante estilo Buffet daqueles que você come até explodir e de cara já provei, pato no tucupi, filhote, maniçoba, caranguejo, vatapá paraense… resolvi escrever sobre o que provei, não necessariamente nesse restaurante, e confesso que me apaixonei por tudo rs.

Pato no Tucupi:

Uma verdadeira delícia! Depois de assado, o pato é fervido deixado de molho em tucupi e finalizado com jambu (aquela folha divina que deixa a lingua dormente), normalmente é servido com arroz e  farinha de mandioca.

Foto: http://jornal.puc-campinas.edu.br/tag/pato-no-tucupi/

Maniçoba:

Me apresentaram como feijoada sem feijão rsrs. Preparado com as folhas da maniva (a planta da mandioca), em panela de barro ou porcelana e demora pelo menos uma semana para ser feito. Depois da planta moída, ela é cozida por pelo menos quatro dias para eliminar o ácido presente que é prejudicial a saúde, depois disso, são acrescentadas as mesmas carnes da feijoada. O prato é servido com servido com arroz branco, farinha d’água e pimenta de cheiro a gosto.

Foto: http://paladar.estadao.com.br/receitas/manicoba,10000084492

 

Filhote:

O nome é esse, mas o peixe pode chegar até 100 kg! Uma delícia, aliás, está entre os melhores peixes que eu já comi.

Essa foto é do filhote que comi no restaurante Manjar das Garças e não no restaurante das Docas.

Vatapá paraense:

Percebi que a versão paraense não leva amendoim, peixe ou castanha de caju. Pelo que li é feito com: “caldo do camarão salgado e temperado com alfavaca, chicória, alhos e cheiro verde, adiciona-se farinha de trigo e/ou de arroz, obtendo-se um mingau. Acrescenta-se o leite de coco puro, camarões já fervidos e azeite de dendê.” (Prefeitura de Belém)

Foto: https://m.youtube.com/watch?v=hPzXRtBOLJY

Arroz paraense:

O Arroz é feito com jambu, tucupi e camarão seco, uma mistura daquelas!!!

Foto: http://m.tudogostoso.com.br/receita/32485-arroz-paraense.html

Açaí:

Esquece tudo o que você entende por açaí aqui no sudeste, aliás, os meus amigos do Norte piram vendo a maneira que carioca come açaí com guaraná, banana, morango, granola, jujuba… Açaí em Belém é comido com farinha ou tapioca e peixe frito, ou seja, quase que um feijão. Tem gente que come com açúcar e tapioca de café da manhã. Uma cultura completamente diferente em um mesmo país…

http://brazilmodal.com.br/2015/highlights/mapa-discute-plano-de-apoio-a-cadeia-produtiva-do-acai-do-para/
Foto: http://brazilmodal.com.br/2015/highlights/mapa-discute-plano-de-apoio-a-cadeia-produtiva-do-acai-do-para/

Tacacá:

Deixei quase que para o final a comida que mais gostei, o Tacacá! Eu não sei bem se é uma sopa ou um mingau, mas o sabor é incrível!!! A origem é indigena e o preparo é feito com goma de tapioca cozida, tucupi, camarão seco e jambu, servido em tacazeiras é aquela comida de fazer carinho no coração e completamente inesquecível.

 

Foto: Luciene Givisiez

Por último, mas não menos importante. Eu sei vocês vão dizer que faltaram as castanhas! Mas, é que comprei e ainda não provei. O que comi de castanha foram os bombons, doces e sorvetes. Aliás falando de doce e fruta, as frutas são particularmente maravilhosas. Eu fui em uma sorveteria chamada Cairu que fica nas Docas e eles fabricam os sorvetes com frutas típicas, eu provei vários e por fim escolhi um de sapotilha e mangaba.

Foto: Luciene Givisiez

 

Minha escolha: sapotilha e mangaba

Eu sei, esse post ficou gigante! Mas, nada comparado a vasta e saborosa culinária paraense.

Espero que tenham gostado.

One thought on “Culinária de Belém: pratos típicos

Deixe uma resposta